Ouvir Radio YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br

Ken humano: especialista alerta para risco catastrófico durante transformações; veja alguns casos





Cirurgião plástico e professor de cirurgia na Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto, Pedro Coltro, explicou ao g1 os perigos da busca por um corpo perfeito por meio de procedimentos estéticos. Jovem desiste de ser o Ken Humano: Estava me perdendo Felipe Máximo Dias de Oliveira, conhecido nas redes sociais como Felipe Adam, anunciou que desistiu de seguir seu sonho de se transformar no Ken Humano e que não faria nenhum dos procedimentos cirúrgicos que planejava. O caso repercutiu nas redes sociais e um especialista ouvido pelo g1 explica quais os riscos e efeitos colaterais causados pelo excesso de procedimentos estéticos, além de citar as problemáticas por trás do desejo de fazer as mudanças corporais. No ano passado, Felipe relatou que tinha uma lista de 42 procedimentos cirúrgicos que realizaria para se parecer cada vez mais com o boneco. Morador de Peruíbe, no litoral de São Paulo, ele não fez nenhum procedimento estético por não ter idade necessária, portanto usava a maquiagem como aliada na transformação. Após a decisão, ele contou que sentiu que estava se perdendo e relata que via defeitos em si que não existem. Eu via problemas em mim que não existiam, não vejo necessidade de fazer nenhuma cirurgia agora. Me olhei no espelho e consegui me ver. Depois que tomo banho e tiro aquela maquiagem toda, estou bem comigo mesmo, desabafou o estudante. O g1 ouviu o cirurgião plástico e professor de cirurgia na Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto, Pedro Coltro, que reiterou o perigo pela busca do corpo irreal. Ele cita que muitos pacientes não sabem explicar o que motiva a mudança e que há, de fato, uma grande procura por procedimentos com o objetivo de transformação, para deixar o paciente parecido com alguma figura conhecida, como no caso do boneco Ken. Felipe Adam, que era conhecido como Ken Humano, desistiu de perseguir sonho com procedimentos estéticos Arquivo pessoal/Felipe Adam Pessoas que buscam ficar parecidos com personagens buscam um rosto perfeito. Isso é algo comum, a gente observa de forma frequente em jovens. No consultório, quando identificamos esse comportamento da busca por um rosto irreal, alertamos. Quando o médico percebe que a expectativa do paciente é superior aquilo que é possível de ser entregue, somos orientados a não realizar o procedimento, esclarece. O perigo, entretanto, se dá quando o paciente busca o procedimento em um local não especializado. Gente que não é habilitada, que nem médico é, se aventura a executar esses procedimentos que são de enorme responsabilidade e que podem ter consequências catastróficas. Atuando como cirurgião plástico, me deparo com pessoas que passaram por procedimentos em lugares com preços mais baratos e se deparam com catástrofes que muitas vezes são irreversíveis, intratáveis, ressaltou Coltro. Motivações Felipe Adam antes e depois de maquiagem de transformação no boneco Ken. Arquivo pessoal/Felipe Adam O cirurgião reitera que há casos em que menores de idade realizam procedimentos estéticos. Essas situações, entretanto, são executadas apenas quando o jovem sofre algum tipo de constrangimento e restrição do convívio social. Ele cita como exemplo a rinoplastia, feita no nariz, e otoplastia, feita nas orelhas. Coltro, entretanto, relata que em meio à pandemia houve um aumento na busca por procedimentos estéticos, especialmente em jovens. O motivo pode ser o fato de se verem mais em telas, por chamadas de vídeos, e também pela utilização de filtros disponibilizados por redes sociais, que modificam o rosto de forma digital. Já atendi pacientes que se queixavam do nariz e não sabiam explicar o que incomodava. Toda vez que a gente identifica comportamentos assim ligamos a alerta. Muitas vezes pedimos ajuda para outros profissionais, como psicólogo, quando notamos esse procedimento. Se o paciente tiver distúrbio de imagem corporal, o tratamento jamais pode ser com cirurgia, alerta. Perigos O cirurgião explica, ainda, que a grande quantidade de cirurgias pode causar danos irreversíveis. Quando se trata da busca em parecer uma figura ou personagem, por exemplo, a pessoa precisa passar por diversas modificações, o que acarreta riscos. A busca pelo corpo perfeitos e as cirurgias são responsáveis por problemas catastróficos. Muitos desses tratamentos nem são possíveis de serem reparados, corrigidos. Por exemplo com cirurgias no nariz, muitas vezes a pessoa mexendo tanto nele faz com que ele perca a função básica, de respiração, esclarece Coltro. Relembre casos de Ken Humano: Rodrigo Alves, conhecido como Ken Humano, chega para a estreia do filme Vox Lux, durante o 75º Festival de Veneza, na Itália Filippo Monteforte/AFP Rodrigo Alves Rodrigo Alves ficou conhecido como Ken Humano após fazer mais de 70 cirurgias plásticas. Atualmente, assumiu publicamente a transexualidade e passou a atender como Roddy. A apresentadora brasileira que mora em Londres ficou com buraco no nariz após contrair uma bactéria e seu corpo rejeitar um implante de cartilagem. Celso Santebañes Celso Ken Humano Reprodução/Facebook O modelo Celso Santebañes, também conhecido como o Ken humano, morreu em 2015 em Uberlândia (MG), aos 20 anos, devido a complicações relacionadas ao tratamento contra leucemia. Antes de descobrir a doença, entretanto, lidou com diversas complicações sobre feridas nas pernas causadas por uma aplicação de hidrogel. Ele fez quatro cirurgias plásticas para tentar se parecer com o boneco. Felipe Duarte Diferente dos dois casos, o técnico em enfermagem de Mato Grosso, Felipe Duarte, não fez nenhum procedimentos estético. Aos 25 anos, deixou a profissão para se transformar no Ken humano e seguir carreira artística com o personagem. Ele disse que não possui nenhum procedimento estético e utiliza apenas a maquiagem para se transformar no boneco dos desenhos. Ele começou a tirar fotos como modelo e agora sonha em ser reconhecido mundialmente. Felipe Duarte deixou a profissão como técnico de enfermagem para investir na carreira de Ken humano Arquivo Pessoal/Felipe Duarte VÍDEOS: as notícias mais vistas do G1


Assessoria de Imprensa: 

Antena Love |

498 Visualizações

Comente:




Legendas

Mais