Livro de memórias de Kim Il-sung levanta debate sobre censura na Coreia do Sul




Tiragem com 8 volumes foi publicada em abril, mas os livros foram rapidamente retirados de plataformas de compra pela internet. Lei sul-coreana proíbe o acesso a conteúdos produzidos no país vizinho. Editor Kim Seung-kyun segura o livro de memórias do ex-líder norte-coreano Kim Il-sung em foto de 30 de abril de 2021 Jung Yeon-je/AFP A decisão de uma editora sul-coreana de publicar as memórias do fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung, provoca um debate intenso na Coreia do Sul, onde há várias décadas a Lei de Segurança Nacional proíbe a propaganda do regime norte-coreano. Os críticos da medida afirmam que os sul-coreanos têm maturidade política suficiente para julgar este tipo de material e alegam que a censura é desnecessária em um dos países mais conectados e educados do mundo. Apesar da proibição, o editor Kim Seung-kyun publicou, em abril, os oito volumes das memórias do fundador da Coreia do Norte, com o título Ao longo do século. Em entrevista à agência France Presse, Seung-kyun disse que a publicação era uma tentativa de promover a reconciliação coreana. LEIA TAMBÉM: Coreia do Norte chama chama sul-coreanos de dejetos humanos Coreia do Norte não participará dos Jogos Olímpicos de Tóquio por receio do coronavírus Um grupo civil anti-Pyongyang apresentou uma denúncia, o que levou a polícia a iniciar uma investigação. As maiores livrarias do país suspenderam as vendas dos exemplares que haviam recebido da editora. A obra completa permaneceu por pouco tempo disponível on-line por US$ 250 (cerca de R$ 1.367), mas na semana passada foi retirada do site Naver. Também não é mais encontrada nas plataformas de venda de livros locais Kyobo e Yes24. A Lei de Segurança Nacional data de 1948, antes da Guerra da Coreia, e continua proibindo que os cidadãos tenham acesso à maioria dos conteúdos produzidos na Coreia do Norte, incluindo o jornal estatal Rodong Sinmun. A posse, ou a reprodução, de materiais proibidos pró-Pyongyang pode resultar em até sete anos de prisão. Os sul-coreanos têm um elevado nível de discernimento, disse Ha Tae-keung, parlamentar do conservador Partido do Poder do Povo, que foi detido sob a Lei de Segurança Nacional quando era estudante. As fantasiosas memórias de Kim Il-sung não vão enganar ninguém. Pelo contrário, precisamos garantir ativamente a liberdade de expressão, disse Tae-keung. Editor Kim Seung-kyun segura o livro de memórias do ex-líder norte-coreano Kim Il-sung em foto de 30 de abril de 2021 Jung Yeon-je/AFP Nas memórias, que foram publicadas pela primeira vez em Pyongyang em 1992 e estão disponíveis em 20 idiomas em todo mundo, Kim Il-sung se descreve como um heróico líder coreano contra as forças coloniais japonesas, ao mesmo tempo em que nega e minimiza suas conexões com a China e a União Soviética. A ONU adverte que a Lei de Segurança Nacional representa um problema sério para a liberdade de expressão da Coreia do Sul. Milhares de pessoas foram detidas com base na lei antes da democratização do país, acusadas de organizar atividades a favor de Pyongyang ou de espionagem para a Coreia do Norte. O editor, que obteve o texto original há alguns anos para uma distribuição restrita, autorizada pelo governo e com objetivos de pesquisa, diz que não pretende beneficiar Pyongyang. Publicar o texto é uma forma de amar meu país, promovendo o entendimento entre as coreias. Se isto é considerado um crime, estou disposto a ser punido, afirmou o editor de 82 anos. O grupo Novo Paradigma da Coreia, que apresentou a denúncia, insiste em que a população é suscetível à manipulação de propaganda totalitária. Segundo o grupo, permitir a distribuição do livro pode ser comparado a dar uma arma nuclear espiritual ao inimigo. Para o professor de estudos coreanos da Universidade Tufts (EUA), Sung-yoon Lee, a editora e os consumidores têm que ter a liberdade de escolher por consumir ou não as ideias, e que é apenas o poder de escolha que pode determinar o futuro do livro. A liberdade de expressão, incluindo para um discurso falso e indigno que exalta o desprezível, deveria estar protegida em uma verdadeira democracia, disse Lee. VÍDEOS mais vistos do G1








Governo do Paraná prorroga por 2 dias decreto com comércio, shoppings e bares liberados aos domingos

Lucy Alves faz Chuva cair com Gotas de amor em single de álbum com músicas do grupo Falamansa

Participe do programa Feito no Paraná e incentive a economia regional

Réu entra em julgamento on-line usando palavrão como nome e deixa juiz furioso

Brasileira em Israel fala sobre rotina entre casa e bunker durante conflito: Sirene toca dia e noite





     

| Último Instante:

Ante Love

Réu entra em julgamento on-line usando palavrão como nome e deixa juiz furioso


Ante Love

Brasileira em Israel fala sobre rotina entre casa e bunker durante conflito: Sirene toca dia e noite


Ante Love

Segundo ano de pandemia deve ser mais mortal que o primeiro, diz OMS


Ante Love

Ucrânia está virando um país anti-Rússia, diz Vladimir Putin


Ante Love

Qual o verdadeiro poder de fogo do Hamas contra Israel


Ante Love

Governo do Reino Unido mantém plano de COP26 presencial em Glasgow, apesar da Covid-19


Ante Love

18 elefantes são achados mortos na Índia; raio pode ter sido a causa


Ante Love

Itália revoga quarentena para viajantes de União Europeia, Reino Unido e Israel; mantém ao Brasil


Ante Love

Tropas israelenses na fronteira com a Faixa de Gaza bombardeiam palestinos; número de mortos sobe


Ante Love

Assolados pela Covid, hospitais de Gaza agora lidam com feridos dos ataques aéreos de Israel


Ante Love

Mais de 350 mil pessoas assinam petição para cancelar a Olimpíada


Ante Love

Explosão de violência em Israel faz Netanyahu voltar à disputa para formar governo


Ante Love

O lugar do mundo que reconhece 5 gêneros diferentes


Ante Love

UPDATE 1-Petrobras reverses losses, signals continuity


Ante Love

???????? ????????


Ante Love

Movimento negro realiza protestos em capitais contra o racismo, chacinas e genocídio sem fim


Ante Love

Bolsonaro ataca CPI e diz que Pazuello acertou em tudo


Ante Love

Deputado ironiza família Bolsonaro por foto do presidente ao lado de Collor e Lira


Ante Love

É falsa declaração atribuída a Alexandre de Moraes sobre eleições


Ante Love

STF concedeu direito de silêncio a testemunhas de CPIs em 2008, 2015 e 2019


Ante Love

Base governista emplaca presidência e relatoria em comissão do voto impresso


Ante Love

Bolsonaro ataca CPI da Covid e diz que Pazuello acertou em tudo


Ante Love

Venezuela convoca eleições regionais para 21 de novembro entre pedidos por diálogo


Ante Love

Em janeiro, governo chamou oferta da Pfizer de conquista de marketing


Ante Love

UOL Entrevista | Janaina Paschoal será entrevistada ao vivo amanhã, às 10h


Ante Love

Bolsonaro diz que Pfizer comprovou em depoimento à CPI que governo acertou


Ante Love

Não tínhamos votos para o impeachment, como ainda não temos, diz Maia


Ante Love

Advogados pedem afastamento de Bolsonaro ao STF: característica de doenças mentais


Ante Love

Após depoimento de executivo da Pfizer, Bolsonaro diz que Pazuello acertou em tudo


Ante Love

Número de mortos em Gaza passa de 100; Forças de Defesa de Israel iniciam nova ofensiva


Ante Love

Former Brazilian president says Bolsonaro became a rogue leader, botched COVID response


Ante Love

Fachin acompanha Marco Aurélio e empata julgamento sobre realização do Censo


Ante Love

Pandemia de coronavírus | Brasil registra 2.340 mortes por covid em 24 h, e total ultrapassa 430 mil


Ante Love

No palanque, um Arthur Lira bastante alinhado a Bolsonaro


Ante Love

Pfizer got no response to offers to supply COVID-19 vaccine to Brazil last year, says executive


Ante Love

Os principais pontos do depoimento do executivo da Pfizer


Ante Love

Marco Aurélio arquiva pedido para investigar cheques de Queiroz a Michelle


Ante Love

AGU aciona STF para Pazuello poder ficar calado em depoimento à CPI da Covid


Ante Love

Com corpo fora de veículo, Bolsonaro rebate protestos com gestos de roubo


Ante Love

Pedido para apurar cheques de Queiroz a Michelle é arquivado


Ante Love

AGU aciona o STF para blindar Pazuello na CPI da Covid


Ante Love

AGU pede ao STF que Pazuello possa ficar calado em depoimento à CPI da Pandemia


Ante Love

Barroso defende urnas eletrônicas: sistema íntegro e que permite alternância


Ante Love

CPI cobra dados sobre uso de recursos federais por governadores e prefeitos


Ante Love

Marco Aurélio arquiva investigação sobre cheques na conta de Michelle Bolsonaro


Ante Love

Ladrão de 9 dedos, Bolsonaro se refere a Lula após pesquisa do Datafolha


Ante Love

STF arquiva caso dos cheques de Queiroz que mirava Bolsonaro


Ante Love

Advogados defendem responsabilização criminal de Moro e membros da Lava Jato


Ante Love

Ritmo acelerado na Câmara | Membros do MP veem desequilíbrio em medidas discutidas no Congresso


Ante Love

General da reserva que trabalhava no GSI morre de Covid-19