Ouvir Radio YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br


Com sinal de celular ruim, população de cidade do RS tem até dificuldade para chamar a polícia




Das 10 cidades com o pior alcance do sinal na zona urbana, 4 estão no RS. Enquanto Brasil se prepara para o leilão do 5G, a cidade de Herveiras tem apenas 23,3% da população com 3G e 4G disponíveis. Anselmo de Fraga, 40 anos, reside em Herveiras e conta dos problemas causados pela cobertura precária da telefonia móvel Arquivo Pessoal Está marcado para esta quinta-feira (4) o leilão da tecnologia 5G, que promete trazer ao Brasil uma conexão de internet ultrarrápida. No entanto, em algumas cidades do país, nem mesmo os sinais de 3G e 4G são realidade. Entre os 10 municípios com menor cobertura em área urbana, quatro ficam no Rio Grande do Sul. Veja a lista abaixo. A pior rede do estado, conforme a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), é a de Herveiras, município de 3.019 habitantes no Vale do Rio Pardo. O g1 foi atrás de moradores para saber como é viver sem sinal – e foi difícil. Meu sinal está meio ruim, mas estou à disposição. Essa foi a última mensagem trocada entre o g1 e o policial militar Anselmo de Fraga, 40 anos, antes da entrevista por telefone. A ligação caiu duas vezes antes do fim da conversa. De acordo com a Anatel, 23,3% da área urbana da cidade de colonização alemã e portuguesa está coberta por sinal 3G e 4G. Em tese, 700 moradores teriam acesso à internet por meio dos seus celulares, por exemplo. Em tese. Em pontos mais elevados, tem algum sinal, mas precário e de uma operadora só. Do centro, que é uma região mais baixa, tem sinal se você estiver olhando para a torre da operadora e a uma distância de 500 metros dela, conta Fraga. O policial militar explica que a situação da telefonia móvel em Herveiras, cidade conhecida pelas cascatas, vistas panorâmicas e festas populares, não é só uma curiosidade, mas um problema de segurança e saúde pública. Leilão do 5G acontece nesta semana; entenda Veja como descobrir a velocidade da sua internet O sinal telefônico é precário. A própria linha é ruim. Então, a alternativa seria a internet não só para entretenimento e informação, mas para buscar socorro e serviço médico acaba sendo essencial, diz. Por ser policial, ele conta que é habitual que as pessoas entrem em contato com a Brigada Militar (BM) por WhatsApp. Na falta de um sinal confiável, a segurança da população fica sob risco e o trabalho policial é posto em cheque. Ainda bem que não houve nenhuma situação de gravidade que eu me lembre. Mas já levamos bastante tempo para atender ocorrências porque a informação demorou a chegar. Isso testa a paciência das pessoas, afirma. Fraga tem esperança de que a situação melhore, mas acredita que não vai mudar tão cedo. Ele aposta na internet via rádio, que é a salvação da pátria, nas palavras dele, principalmente no interior, apesar de o sinal não ser tão bom também. Promessas de melhora no sinal Fachada da prefeitura de Herveiras Prefeitura de Herveiras/Divulgação Herveiras se emancipou de Santa Cruz do Sul há 25 anos e não faz muito que no município sequer tinha sinal de telefonia. A prefeitura da cidade conta que todas as gestões iniciaram conversas com as operadoras e houve melhoras. No entanto, o Executivo Municipal admite que as negociações são difíceis e avançam devagar. Para comparar, vamos pegar como exemplo Santa Cruz do Sul, cidade vizinha que tem 120 mil habitantes. O que é mais interessante para a empresa: colocar torres onde em um bairro de Santa Cruz moram 5 mil pessoas ou em Herveiras, onde na cidade inteira tem 3 mil habitantes? É uma questão do que é mais vantajoso para a empresa, infelizmente, lamenta o secretário de Administração, Sandro Silveira. Apesar da natureza privada da telefonia móvel, a Anatel estabelece obrigações de cobertura nos municípios em seus editais de licitação de radiofrequência. Como o serviço depende da radiofrequência e as faixas devem ser destinadas em caráter de exclusividade para prevenir interferências, o direito de uso é leiloado pela agência. Nesses leilões, são impostos compromissos de abrangência. Eles determinam às operadoras prazos e tecnologias para oferta em todos os municípios do país. Sendo assim, o status atual de atendimento de municípios com telefonia móvel é fruto do avanço das operadoras decorrente de seus interesses comerciais combinados com compromissos estabelecidos pela Anatel nos editais de licitação. A Anatel sinaliza que pelo menos uma operadora deve fazer o atendimento de municípios com população abaixo de 30 mil habitantes com tecnologia 3G. A cobertura mínima é de 80% da área urbana. No caso de Herveiras, a operadora que atende é a Claro e essa exigência deveria ter sido atendida até 31 de dezembro de 2019. O g1 pediu um posicionamento para a Claro sobre o assunto, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. É responsabilidade da Anatel fiscalizar e atestar se o compromisso firmado pela operadora foi cumprido. No entanto, a agência divulgou que ainda não fez isso e não informou uma data provável para que a fiscalização ocorra. Cidade de Herveiras Prefeitura de Herveiras/Divulgação Leilão do 5G Apesar de haver cidades brasileiras com problemas de acesso ao 3G e ao 4G, o 5G se avizinha. A Anatel vai realizar nesta quinta-feira (4) o leilão do 5G, a nova geração de internet móvel. A tecnologia promete uma revolução: conexão com velocidade ultrarrápida, avanços de tecnologias como carros que dirigem sozinhos e a possibilidade de ligar muitos objetos à internet ao mesmo tempo. Ainda vai levar um tempo para que a tecnologia chegue a todo o país. A expectativa de fontes ligadas ao setor ouvidas pelo g1 é que ainda sejam precisos de 2 a 4 anos, depois do leilão de frequências, para que o 5G esteja efetivamente disponível em diversos bairros das maiores cidades do país. No edital do leilão, que foi aprovado pela Anatel, está previsto que o 5G deve funcionar nas 26 capitais do Brasil e no Distrito Federal em julho de 2022, mas isso também não significa que essas cidades oferecerão a frequência em todos os lugares. Isso porque a proposta de edital do 5G prevê a instalação de poucas estações rádio base, que são as antenas. Desse modo, o sinal da internet móvel de quinta geração ficaria restrito a uma pequena área das capitais, não cobrindo toda a área das cidades. As cidades, os estados e as áreas cobertas, segundo a Anatel: Edealina (GO) - 0% Guarinos (GO) - 0% Ivolândia (GO) - 0% Santa Maria das Barreiras (PA) - 17,88% Herveiras (RS) - 23,37% São José do Sul (RS) - 28,26% Monte Alegre dos Campos (RS) - 30,13% Sério (RS) - 34,79% Rio do Antônio (BA) - 43,3% Uiramutã (RR) - 36,67% VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Comente:




Legendas

Mais