Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Round 6: a gamer que foi atacada por ter nome de série da Netflix




Na internet, a gamer Lydia Ellery usa o mesmo nome da série da Netflix em inglês, Squid Game. A gamer Lydia Ellery, conhecida online como Squid Game, diz ter perdido trabalhos por causa da associação de seu nome na internet com a série da Netflix Arquivo pessoal Uma gamer britânica que usa na internet o mesmo nome da série Round 6 diz que está perdendo trabalho por causa do sucesso da Netflix — ela usa o apelido de Squid Game, o nome da obra em inglês. Lydia Ellery, de 32 anos, reclama que empresas agora estão hesitando em contratá-la por causa de seu nome e sua associação com o programa de streaming, apesar do fato de ela ser conhecida como Squid Game por mais de uma década. LEIA TAMBÉM: Round 6: seis coisas que a série da Netflix nos ensina sobre a realidade da Coreia do Sul Diretor de Round 6 criou personagens inspirado em sua própria vida Além de transmissões ao vivo, Lydia faz trabalhos de apresentação e publicidade, mas ela vem perdendo oportunidades de emprego por conta do nome. Ela conta ter sido alvo de xingamentos e abuso por parte de fãs do programa. Como resultado, a usuária do Twitch está considerando mudar seu nome nas plataformas de rede social e de jogos. Fui alvo de muito ódio dos fãs e perdi trabalhos por causa disso [o nome], disse ela à BBC. Lydia, que mora em Bristol, no Reino Unido, participa de redes sociais como o site de streaming de jogos Twitch, além do Instagram. Ela usa o nome Squid Game há 11 anos, e também SquidGaming no Twitter. Ela tem 42,3 mil seguidores no Twitch e também faz parte do Yogscast, um coletivo com mais de sete milhões de assinantes no YouTube. Para mim, Squid Game era apenas um nome bobo que pensei na hora, disse ela. Mas agora o nome tem um significado diferente. Round 6 Divulgação A série coreana, que conta a história de um grupo de pessoas que disputa jogos infantis mortais por dinheiro, tornou-se um sucesso viral. Segundo a Netflix, o programa foi assistido em 142 milhões de lares em todo o mundo nas primeiras quatro semanas. Com o sucesso, os perfis de Lydia Ellery passaram a ser visitados por uma onda de curiosos. Como o programa não tem uma conta oficial no Instagram, fui inundada com pessoas me marcando ou enviando mensagens pensando que eu [meu perfil] era o programa, disse ela. Para promover o Squid Game, a Netflix usa suas próprias contas nas redes sociais. Assista ao trailer de Round 6 Lydia disse que algumas das mensagens eram de ódio, o que a deixou estressada. Comecei a receber mensagens abusivas. As pessoas ficaram com raiva de mim porque eram mega-fãs, e pensaram que eu tinha roubado a conta da série, diz. Tive que desligar as notificações no meu Instagram. Meu telefone foi inundado (com mensagens). G1 15 anos: As 15 séries que mais se destacaram na TV Ataques de hackers As contas de Lydia ficaram tão populares que ela foi expulsa das plataformas várias vezes, e solicitada a redefinir sua senha. As pessoas estavam denunciando minha conta e inúmeros usuários tentaram invadir minha conta. Continuo recebendo e-mails de pessoas que tentam fazer o login. Tem sido muito frustrante, diz ela. Lydia afirma que, junto com a perda de renda por conta de sua associação com a série de TV, ela está considerando mudar seu nome — e a marca que construiu por mais de uma década. Meu SEO [otimização de mecanismo de busca] está completamente confuso agora, diz ela. Se você pesquisar por mim e minha marca, que tenho há mais de 10 anos, tudo que você vai encontrar é o programa de TV. Recentemente, perdi um trabalho por causa do meu nome de usuário. Eu acho que são as conotações do programa: é uma série muito violenta, talvez seja isso. As empresas [onde procurei trabalho] entraram em contato comigo e disseram especificamente que não consegui o trabalho por causa do meu nome de Squid Game, conta. Sinto-me desanimada com toda a situação e incrivelmente farta de tudo isso, afirma.

Comente:




Legendas

Mais