Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Megaobra de alargamento: Balneário Camboriú intima 7 quiosques que alugavam cadeiras em área interditada




Em caso de novos registros os proprietários poderão ser multados, informou a prefeitura. Trecho passa pela megaobra de alargamento da faixa de areia, iniciada em março. Alguns moradores passaram da área interditada onde o serviço não finalizado na terça-feira (2) Fabiano Correia/NSC TV/Arquivo A prefeitura de Balneário Camboriú, no Litoral Norte, intimou sete proprietários de quiosques que realizavam o aluguel cadeiras e itens de praia na área interditada da Praia Central. Local passa pela megaobra de alargamento da faixa de areia. A data em que os estabelecimentos foram notificados não foi divulgada pelo órgão. Segundo a prefeitura, a identificação da infração cometida pelos proprietários dos quiosques se deu através de uma equipe de fiscais de postura que atuam na orla da Praia Central. Compartilhe esta notícia no WhatsApp Compartilhe esta notícia no Telegram Não há risco de que os estabelecimentos percam o alvará de funcionamento em caso de reincidência, mas um novo registro poderá gerar multa. Eles já foram intimados, nesse primeiro momento ocorre somente um processo de orientação para que não ocorra mais, informou a assessoria da prefeitura. Praia Central na terça-feira (2). Banhistas ultrapassam área interditada. Fabiano Correia/NSC TV/Arquivo Na terça-feira (2) alguns banhistas ultrapassaram o limite da interdição. As pessoas chegaram a ficar com cadeiras e guarda-sóis na parte em que ainda não foram finalizados os trabalhos da obra de alargamento da faixa de areia. Nos últimos dias três pessoas ficaram atoladas na região. Duas mulheres tiveram que ser resgatadas pelo mesmo motivo. A megaobra teve início em março e deve ficar pronta até o fim do mês. Banhistas caminham na área interditada da Praia Central, em Balneário Camboriú, nesta terça-feira (2) Fabiano Correia/NSC TV Fiscalização Por nota, a prefeitura informou que a fiscalização atua em toda a Praia Central orientando e coibindo abusos onde eles são observados. Assim como, também, os homens da Guarda Municipal fazem patrulhamento ao longo da orla. Na área Norte da praia, onde as obras estão mais concentradas hoje [terça], o pessoal da segurança da obra, homens e técnicos de segurança, estão atuando, assim como homens do Corpo de Bombeiros. No local, há sinalização com placas informando sobre a área interditada, que vai da altura da Rua 1.900 até o Pontal Norte, um trecho de quase dois quilômetros. Os outros quase quatro quilômetros da Praia Central estão liberados, já com a faixa de areia maior. Barra Sul, local onde navios chegam em Balneário Camboriú Divulgação PMBC LEIA TAMBÉM: Praia em Balneário Camboriú registra banhistas em área interditada de obra de alargamento; FOTOS Quiz: veja o quanto você sabe sobre a obra de alargamento Relembre atolados na areia, tubarões e outros pontos da megaobra Pessoas entram em área de alargamento não liberada e ficam atoladas Fim da obra Com o fim da etapa com a draga, que levava areia de uma jazida para a orla da praia, falta pouco para a inauguração completa do espaço. Segundo a prefeitura, o serviço de desmonte da tubulação e estruturas deve ser concluído em 20 a 30 dias. A draga deixou o município no domingo (31). Enquanto esse trabalho é feito, uma parte da praia, da altura da rua 1.900 até o Pontal Norte, continua interditado. Imagens de drone mostram alargamento em faixa de areia de Balneário Camboriú Imagens de drone mostram obra de alargamento em Balneário Camboriú Obra A obra tem por objetivo passar a faixa de areia de 25 metros, em média, para 70 metros. Segundo a prefeitura, o trabalho vai permitir, além da proteção da orla contra o avanço das marés, a criação de espaços privilegiados para os moradores e os visitantes. Espaços ao ar livre para esporte, lazer, uma nova ciclovia, paisagismo diferenciado, serão instalados futuramente. Os trabalhos se iniciaram em março deste ano, com a chegada dos tubos para montar a tubulação que leva a areia da draga até a orla da praia. A obra começou a ser mais visível a partir de 22 de agosto, quando a embarcação chegou a Balneário Camboriú. A draga recolhia areia de uma jazida no fundo do mar e a levava até a orla através de uma tubulação de 2,2 quilômetros. Obra de alargamento da faixa de areia na Praia Central, em Balneário Camboriú, em 14 de setembro Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação Primeiro dia da fase de obra: Draga começa a trabalhar na faixa de areia Prefeitura de Balneário Camboriú/Divulgação VÍDEOS: Mais assistidos do g1 SC nos últimos dias Veja mais notícias do estado no g1 SC

Comente:




Legendas

Mais