Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Preso armou falso plano de fuga para prejudicar rivais em presídio de Charqueadas, diz polícia




Detento teria planejado ação com o intuito de forçar transferência de rivais para presídio federal. Material descrevia o uso de explosivos e helicóptero para resgatar dois presos em unidade de alta segurança. Suposto plano de resgate descrevia atuação de homens armados em Charqueadas Reprodução/RBS TV A Polícia Civil concluiu, nesta quinta-feira (4), que é falso um suposto plano de resgate de dois presos na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC), na Região Metropolitana de Porto Alegre. O material, apreendido no dia 28 de outubro, descrevia o uso de explosivos, fuzis, metralhadoras e um helicóptero na ação. Conforme o delegado Marco Aurélio Schalmes da Silva, um apenado rival dos dois presos que supostamente seriam resgatados contratou duas pessoas para executar a ação, a fim de incriminar os adversários e dominar o tráfico de drogas no Sul do RS. A ideia desse apenado era que esses dois indivíduos rivais fossem enviados para um presídio federal e, com isso, ele conquistaria maior poder na região Sul, explica. O autor do falso plano segue preso na PASC. A polícia irá indiciar os três responsáveis pelo falso plano por associação criminosa, receptação de veículo, adulteração da identificação do veículo e porte de munição de uso restrito. Os dois contratados ainda não foram presos. O carro encontrado na ação foi furtado. Segundo a polícia, o condutor confessou o furto e foi preso temporariamente. Ele não teria conhecimento do falso plano de fuga. Ele pode ser indiciado por associação criminosa. A Brigada Militar, a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) e o Instituto-Geral de Perícias colaboraram nas investigações. LEIA TAMBÉM: Detentos do presídio de Santiago recrutavam menores para o tráfico Agente penitenciário é morto durante resgate de preso em Caxias do Sul Tentativa de resgate de preso acaba em troca de tiros em Venâncio Aires Autoridades da área da segurança pública relataram plano de ação do grupo Reprodução/RBS TV Os apenados mencionados no resgate não sabiam do falso plano. A polícia chegou a cumprir mandados de busca e apreensão em residências de pessoas ligadas a eles, concluindo que eles não obteriam benefício com uma eventual fuga por estar próximos da progressão da pena. Em tese, aquelas pessoas não tinham conhecimento desse plano, casso houvesse, diz o delegado. O plano foi encontrado quando agentes penitenciários que faziam a escolta de um preso da unidade identificaram um veículo suspeito no trajeto entre o presídio e o fórum de Porto Alegre. Dentro do automóvel, havia munição, coletes à prova de balas e um mapa com um suposto plano de ação para o resgate de dois apenados. VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Comente:




Legendas

Mais