Ouvir Radio YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br

Detentos do presídio de Santiago recrutavam crianças e adolescentes para traficar drogas e transportar armas, diz polícia





Operação em Santiago, Santa Maria, Canoas e Porto Alegre resultou na prisão de 41 pessoas suspeitas de envolvimento no esquema. Houve a apreensão de armas de fogo e drogas. Polícia prende no RS 41 suspeitos de recrutar crianças e adolescentes para traficar drogas A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira (4), 41 pessoas suspeitas de participar de um esquema de tráfico de drogas e revenda de armas de fogo com o recrutamento de crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul. Elas foram presas em Santiago e Santa Maria, no Centro do estado, além de Canoas e Porto Alegre, na Região Metropolitana. Dezenove delas atuavam de dentro do Presídio Estadual de Santiago. A polícia apreendeu, ainda, armas de fogo e drogas, resultado do cumprimento de 23 mandados de busca e apreensão nessas cidades. As investigações que levaram às prisões começaram em novembro de 2020. Elas buscavam esclarecer crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas cometidos por pessoas suspeitas que residiam no bairro Ana Bonato, em Santiago. Já nessa época, a polícia sabia que o esquema era chefiado por detentos que cumpriam pena no Presídio Estadual de Santiago, na Penitenciária Estadual de Santa Maria e na Penitenciária Estadual de Porto Alegre (PEPOA). Detalhes da investigação não foram divulgados ao g1. Investigação policial começou em 2020 e resultou em mais de 40 prisões em quatro municípios do RS Polícia Civil/Divulgação Com o andamento das investigações, verificou-se que os criminosos recrutavam menores de idade para que estes realizassem a venda e entrega de entorpecentes, bem como o transporte de armas e drogas entre pontos de tráfico, explica o delegado Guilherme Milan Antunes, titular da 21ª Delegacia de Polícia Regional (21ª DPR). O delegado Antunes conta que, com a transferência do gerente do tráfico do bairro Ana Bonato para a casa prisional de Santa Maria, ele se associou com um detento que começou a ajudá-lo no esquema de compra e distribuição dos entorpecentes e armas de fogo, ampliando a sua atuação em Santiago. As pessoas presas devem ser indiciadas por porte, posse e comércio ilegal de arma de fogo, bem como de corrupção de menores, associação criminosa e tráfico de drogas. Polícia apreendeu armas de fogo durante a operação Polícia Civil/Divulgação VÍDEOS: Tudo sobre o RS


Assessoria de Imprensa: 

Antena Love |

535 Visualizações

Comente:




Legendas

Mais