Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Marcelo impediu que eleições se realizassem "o mais rapidamente possível"



 

Não se permitiu que as eleições fossem o mais rapidamente possível. O dia 16 de janeiro, como tínhamos dito, era também uma possibilidade para que o próximo Orçamento do Estado possa entrar o mais rapidamente possível em funções, referiu a deputada ecologista Mariana Silva, nos Passos Perdidos, na Assembleia da República.

A deputada disse parecer que esta preocupação de não haver um Orçamento do Estado o quanto antes afinal já não é assim tão preocupante e insistiu na mensagem transmitida durante as audiências com Marcelo Rebelo de Sousa.

Os Verdes informaram o Presidente da República de que existiam outros instrumentos, e não só a dissolução do parlamento, depois do chumbo do Orçamento do Estado, disse.

O Presidente da República anunciou hoje que vai dissolver o parlamento e marcar eleições legislativas antecipadas para 30 de janeiro.

Uma semana e um dia depois da rejeição do Orçamento para 2022 encontro-me em condições de vos comunicar que decidi dissolver a Assembleia da República e convocar eleições para o dia 30 de janeiro de 2022, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, numa comunicação ao país, a partir do Palácio de Belém, em Lisboa.

O chefe de Estado defendeu que em momentos como este existe sempre uma solução em democracia, sem dramatizações nem temores, faz parte da vida própria da democracia: devolver a palavra ao povo.

Leia Também: PS compreende decisão de PR e garante: Não haverá vazio de poder

Comente:




Legendas

Mais