Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Ocupação por quarto no Algarve sobe em outubro, mas fica aquém de 209



 

A taxa de ocupação global média/quarto foi 60,5%, 15,5% abaixo do valor registado em 2019, quantificou a Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) nos dados provisórios que o seu gabinete de estudos divulga mensalmente sobre a ocupação na região.

Já o volume de vendas aumentou 2,3% face a outubro de 2019 e 157% face ao mesmo mês de 2020, realçou a AHETA no comunicado em que anunciou os dados do mês passado.

A mesma fonte acrescentou que, comparativamente a 2020, a ocupação média subiu 31,2%, impulsionada por um aumento do mercado nacional de 34,8%, enquanto no mercado externo a ocupação média por quarto diminuiu 21,7% face a outubro de 2019.

Em termos acumulados, desde o início do ano, a ocupação por quarto regista uma descida média de 50,0% e o volume de vendas uma descida de 41,3% face ao mesmo período de 2019, destacou também a associação empresarial algarvia.

Quanto às zonas geográficas, e tendo por comparação outubro de 2019, as maiores descidas verificaram-se em Albufeira (menos 26,0%), Faro/Olhão (menos 19,3%) e Carvoeiro/Armação de Pêra (menos 17,7%), referiu ainda a AHETA.

A associação referiu também que as vendas através de plataformas online não incluem o pagamento das respetivas comissões, o que influencia o aumento homólogo do volume de vendas e, por essa via, os preços praticados.

Em outubro de 2021, 28,8% das vendas foram efetuadas através de operadores turísticos tradicionais, valor que compara com os 46,8% de 2019, sublinhou, esclarecendo que as médias não se refletem de igual modo em todos os estabelecimentos, havendo discrepâncias em função das categorias e zonas geográficas.

Leia Também: Laranja: Produção sobe 15 a 20% no Algarve, mas teme-se efeitos de pragas

Comente:




Legendas

Mais