Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Telefónica, Claro e TIM compram lotes para operar tecnologia 5G no Brasil



 

Por ser a radiofrequência mais cobiçada no leilão de concessões de direitos de uso da tecnologia de quinta geração em diferentes áreas no Brasil, ao qual aderiram 15 empresas, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) dividiu a banda 3,5 GHz em quatro lotes nacionais de 80 MHh cada e oito licenças regionais.

A Claro, subsidiária da América Móvil e que detém 26% do mercado brasileiro de telecomunicações móveis, conquistou o primeiro lote nacional ao oferecer 338 milhões de reais (52,1 milhões de euros) pela licença e superando as outras duas candidatas, a Telefónica Brasil e a TIM, que optou por não aumentar suas ofertas.

O segundo lote de operação em todo o país foi atribuído à Vivo, marca utilizada no Brasil pela subsidiária do grupo espanhol Telefónica e que detém 33% do mercado, com uma oferta de 420 milhões de reais (64,8 milhões de euros).

Por sua vez, a italiana TIM ficou com o terceiro bloco nacional ao apresentar a única oferta válida por 351 milhões de reais (54,2 milhões de euros).

Apesar de as três maiores operadoras brasileiras terem feito propostas para o quarto e último lote nacional, nenhuma pôde participar porque os leilões anteriores já haviam expirado, portanto ninguém apresentou propostas válidas.

O Brasil iniciou a concessão de direitos para quatro bandas de radiofrequência (700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz) naquela que é considerada uma das maiores competições do setor no mundo e que deve atrair investimentos da ordem de 50 mil milhões de reais (7,7 mil milhões de euros).

O certame começou hoje e a previsão é que dure dois dias devido ao elevado número de empresas participantes e de faixas de espetro oferecidas.

Ao todo 15 empresas já demonstraram interesse em participar do leilão, entre elas as três maiores operadoras de telecomunicações do país que arremataram os principais lotes.

Leia Também: Presidente do Brasil diz que chegada do 5G integrará o país no mundo

Comente:




Legendas

Mais