Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Borrell reitera no Brasil confiança no acordo entre UE e Mercosul



 

Borrell, em declarações junto ao ministro, destacou a grande importância do acordo, que foi anunciado em 2019 após duas décadas de negociações e que agora está novamente paralisado, à espera de um processo de ratificação parlamentar que encontra resistência em alguns países europeus.

Na opinião do chefe da diplomacia europeia, a ratificação do acordo representaria uma grande oportunidade para melhorar as relações comerciais que já são fluidas e seriam reforçadas em ambas as direções e em benefício dos cidadãos.

Por sua vez, o ministro Carlos França concordou com as palavras de Borrell e reiterou que, na visão do Governo de Jair Bolsonaro, o acordo já contém elementos que vão garantir um alto nível de proteção ambiental.

O governante tocou assim no ponto-chave das objeções que alguns países europeus, como França, Irlanda e Áustria, têm feito contra as polémicas políticas ambientais do atual Governo brasileiro, manifestando dúvidas sobre o acordo com o Mercosul (bloco formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai), devido à falta de compromisso do Brasil com a preservação da Amazónia.

Nas redes sociais, Borrell, aproveitou para celebrar os compromissos assumidos pelo Brasil perante a 26.ª cimeira das Nações Unidas sobre alterações climáticas (COP26).

Congratulo os compromissos assumidos pelo Brasil para alcançar a neutralidade de carbono até 2050, para acabar com a desflorestação ilegal até 2028, para promover a proteção das florestas e alcançar uma redução significativa de 50% de gases de efeito estufa até 2030. Essas são contribuições importantes para os esforços globais de combate às mudanças climáticas, escreveu Borrell no Twitter.

No encontro entre Josep Borrell e Carlos França, Brasil e UE firmaram um acordo de cooperação com terceiros, mediante o qual se comprometeram em unir forças em prol da ajuda técnica e humanitária a outros países ou blocos, especialmente da América Latina e de África.

O chefe da diplomacia europeia, que ficará em Brasília até sexta-feira, terá um breve encontro com o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que a Presidência brasileira qualificou de cortesia.

Leia Também: União Europeia quer ajudar a Guiné-Bissau a valorizar a manga

Comente:




Legendas

Mais