Ouvir Radio YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br

Polícia prende suspeito de ser o ‘cabeça’ de assalto a família de empresário feita refém no AC





Assalto ocorreu no último dia 11 de outubro em Mâncio Lima, no interior do estado. Suspeito foi preso nessa quarta (3) e, segundo polícia, ele teria feito o levantamento do local do crime e monitorou a rotina das vítimas antes do assalto. Polícia prende suspeito de ser o ‘cabeça’ de assalto a família de empresário que foi feita refém no AC Arquivo/PC-AC Um homem de 26 anos foi preso pela Polícia Civil nessa quarta-feira (3) suspeito de ter sido o “cabeça” do roubo à família de um empresário, que foi feita de refém, no último dia 11 de outubro na cidade de Mâncio Lima, no interior do Acre. Na época, a polícia informou que os criminosos renderam um comerciante da cidade durante um roubo e ainda saíram levando a mulher e o filho dele como reféns no carro da família. A família foi liberada pelos bandidos no meio do Ramal da Bananeira e, quando a mulher retornava dirigindo, acabou capotando o veículo. O suspeito preso nessa quarta é morador de Mâncio Lima e, conforme a Polícia Civil, seria o responsável por fazer o levantamento do local do crime, além de monitorar a rotina diária das vítimas dias antes do assalto. Após investigações, a polícia representou pela prisão preventiva dele e de outros suspeitos. Três pessoas já foram presas pelo crime, incluindo um motorista de aplicativo. Outros oito homens teriam participado da ação, segundo a Polícia Civil e estão sendo procurados. A apuração apontou que o homem preso nessa quarta é suspeito de integrar organização criminosa e já responde por furto, roubo e porte ilegal de arma de fogo. Ele, inclusive, já teria condenações em alguns desses crimes, que chegam a quase 10 anos de reclusão. Ao ser liberada por criminosos, vítima de assalto capotou carro em ramal no interior do AC Arquivo/PM-AC Bando liderado por foragido O levantamento da polícia também apontou que o suspeito atuava junto a um grupo criminoso liderado por “Zé Luiz”, figura conhecida das forças de segurança, que é considerado foragido pela Justiça brasileira e pela Interpol. Zé Luiz também é suspeito de liderar o bando que fez o assalto e sequestro do ex-prefeito da cidade de Porto Walter, Zezinho Barbary, e do empresário Cleber Pedrosa. Os dois foram levados para o do Rio Mirim, local de tráfico na região do Juruá, onde os criminosos os libertaram e fugiram em embarcações. Após o crime, a Polícia Civil informou que investiga se o governador do Acre, Gladson Cameli, seria o alvo dos criminosos e a segurança dele foi reforçada. A informação é que o governador tinha dormido na casa do ex-gestor dias antes do assalto e sequestro, o que levantou essa suspeita. Vídeos: g1 em 1 Minuto


Assessoria de Imprensa: 

Antena Love |

444 Visualizações

Comente:




Legendas

Mais