Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Corpo de pedreiro desaparecido é encontrado com sinais de execução em Ponta Grossa, diz polícia




Vítima foi encontrada boiando no Rio Tibagi com sinais de disparo e mãos amarradas. Ele desapareceu no domingo (31), quando foi levar uma comadre para casa. Vilson Roberto Delay, de 42 anos, foi encontrado boiando no Rio Tibagi Reprodução/RPC O corpo do pedreiro que desapareceu em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, foi localizado com sinais de execução na quarta-feira (3), de acordo com a Polícia Civil. Vilson Roberto Delay, de 42 anos, foi encontrado boiando no Rio Tibagi. De acordo com o delegado que comanda o caso, o pedreiro estava com marcas de disparo no rosto, no peito e com as mãos amarradas para trás. Também no rio, na segunda-feira (1º), o carro dele foi localizado submerso pela Polícia Militar (PM). Segundo a família, ele desapareceu no domingo (31) depois de levar uma comadre para casa. A esposa afirmou que chegou a conversar com ele por um aplicativo de mensagem e que o pedreiro avisou que estava indo para casa, mas não chegou. Até a publicação desta reportagem, a Polícia Civil não havia identificado a motivação do crime. A polícia vai ouvir testemunhas e analisar imagens de câmeras de segurança da região onde o corpo foi encontrado. Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.

Comente:




Legendas

Mais