Home YouTube TikTok Jogos love@antenalove.com.br
VOCÊ ESTÁ NA RÁDIO


Carro de som incentiva vacinação contra Covid de migrantes em situação de rua em Roraima




Campanha foi criada pela Cáritas Brasileira e a Cáritas Diocesana de Roraima. O veículo circula nas instalações sanitárias do projeto, tanto em Boa Vista quanto em Pacaraima, no período da manhã e tarde. O carro de som circula nas instalações sanitárias do projeto, tanto em Boa Vista quanto em Pacaraima. Cáritas/Divulgação Um carro de som tem ajudado na estratégia de conscientização da população venezuelana para a vacinação contra a Covid, em Roraima. A campanha é desenvolvida pela Cáritas Brasileira e a Cáritas Diocesana, por meio do projeto Orinoco: Águas que Atravessam Fronteiras. O alerta sobre a vacinação é feito por meio de áudios em espanhol e em português, para desmistificar mitos e orientar migrantes venezuelanos, além da população brasileira de Boa Vista e Pacaraima, cidades de atuação do projeto. Quando olhamos os dados de vacinação em Roraima, não tem como associarmos aos processos que estão correndo mundo a fora da propagação de notícias falsas. Combater esse movimento é uma ação difícil e cotidiana.”, explica Raphael Macieira, coordenador nacional do projeto. Para o coordenador, um dos papéis sociais dos agentes Cáritas, neste contexto, é o de levar informação segura e sensibilizar a população de que a pandemia ainda não chegou ao fim. De acordo com a Cáritas, o veículo circula nas instalações sanitárias do projeto, tanto em Boa Vista quanto em Pacaraima, e em outras onze ocupações espontâneas (locais que possuem estruturas improvisadas), atendidas pelo Orinoco, no período da manhã e tarde. No informe divulgado pelo carro de som, estão incluídas dez mensagens que falam sobre a importância da vacina para reduzir número de pessoas com sintomas, de casos graves e de mortes pela doença sem precedentes. Além de manter, ainda, o uso de máscara e a higienização correta das mãos e, principalmente, que a vacina é um direito de todos e todas e como fazer para se imunizar. Conforme a Cáritas, a organização não localizou nos portais de notícias do governo de Roraima e das prefeituras de Boa Vista e Pacaraima, informações e orientações acerca da vacinação para o público migrante em situação de rua. Procurado, o governo do estado informou que tem reforçado com cada município a importância do cumprimento das diretrizes no Plano Nacional de Imunizações, ainda segundo a Cáritas. Desde o início da campanha de vacinação nacional, há nove meses, apenas 36,06% da população de Roraima completou o ciclo vacinal contra a Covid-19, ou seja, 174.580 pessoas tomaram a primeira e a segunda dose ou a dose única do imunizante. Os dados são do Vacinômetro, atualizados no dia 1º de novembro e publicados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). No quadro nacional, segundo o consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, Roraima é o estado que menos vacinou a população proporcionalmente. Lá, a taxa chega a ser ainda menor do que a divulgada pelo governo estadual, somente 27,32%.. Projeto Orinoco O Orinoco, financiado pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional e Bureau for Humanitarian Assistance (BHA/USAID), atende a população em situação de extrema vulnerabilidade social e econômica, que vive na capital Boa Vista e em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela, desde 2019. O projeto possui, nas duas cidades assistidas, locais estruturados com banheiros, duchas, lavanderias e bebedouros. Na capital, são três instalações e em Pacaraima, uma. Além das instalações sanitárias, o Orinoco também promove melhorias de água e saneamento em 15 ocupações espontâneas (locais que possuem estruturas improvisadas) atendidas pela Cáritas em Roraima, na capital do estado e na fronteira com o país vizinho. Em abril deste ano, o Orinoco também estendeu as ações para as comunidades indígenas Tarau Paru, Sorocaima e Bananal, na região do Alto São Marcos, em Roraima, que têm recebido indígenas Taurepang do lado venezuelano, diante ao agravamento na crise migratória, política e econômica, enfrentada pela Venezuela desde 2015.

Comente:




Legendas

Mais